20/04/2008

Noite

Pela noite cerca-se a mente desfocada
numa nuvem mágica de intraduzível nitidez
na frágil conivência com os gestos
esses
que nos transportam para todas as galáxias invisíveis
Ansiamos um toque,
um olhar instintivo…
Quão fatídico é esse visceral conforto
enquanto de outro ardemos curiosos
E de boca seca imagino
que o futuro fluirá sem palavras
mas repleto da cor do céu.
D.V.

3 comentários:

claire disse...

AZUL

Victor Oliveira Mateus disse...

Pois que seja... azul!
Embora também goste de outras cores...
Abrç

Diogo disse...

AZUL todos os dias, epifanias
=)